.:Sekurit:.

Saint-Gobain Sekurit mostra à Volkswagen os vidros do futuro

Saint-Gobain Sekurit amplia linha de pára-brisas para 2 milhões/ano

Em cada 100 veículos, três possuem pára-brisa danificado

 Laterais laminados

Aquacontrol

 

 


Saint-Gobain Sekurit mostra à Volkswagen os vidros do futuro

Vidros laterais laminados, com uma camada intermediária de plástico igual ao pára-brisa, é o produto de avançada tecnologia a ser lançado brevemente no Brasil pela Saint-Gobain Sekurit, com fábrica em Mauá, região do Grande ABC paulista. Os vidros laterais laminados, assim como outras tecnologias desenvolvidas pela empresa, foram apresentados em recente “Tech-Day”, promovido pela matriz francesa, na fábrica da Volkswagen AG, em Wolfsburg, Alemanha.

Saint-Gobain Sekurit vem promovendo seguidos “Tech-Days” em diversas montadoras  e neste primeiro semestre de 2004 a Volkswsagen mundial foi a escolhida, com a apresentação de todas as tecnologias que dispõe atualmente e que desenvolve para futura aplicação no setor automotivo. Estes vidros proporcionam proteção aos ocupantes em capotamento do veículo, redução de ruído vindo do exterior do veículo e, pela dificuldade de quebra, também reduzem o risco de arrombamento, principalmente para furto de rádios.

A Saint-Gobain Sekurit também mostrou a engenheiros, técnicos e designers da Volkswsagen as vantagens do teto solar panorâmico, já em utilização no Peugeot 307 station wagon; do teto solar eletrocrômico (que permite a mudança da intensidade de escurecimento), do pára-brisa com sistema de desembaçamento elétrico e do “acqua-control”, recurso que impede o acúmulo de água nos vidros, reduz a necessidade de uso dos limpadores de pára-brisa e proporciona melhor visibilidade para os ocupantes do veículo.

Renato Holzheim, diretor-geral da Saint-Gobain Sekurit, informou que a idéia do “Tech-Day” foi apresentar aos engenheiros e designers da Volkswagen as tendências do vidro para os próximos anos, ampliando o seu uso como elemento estético e permitindo novas idéias para acentuar o visual e o padrão de conforto dos automóveis. Explicou, também, que o “Tech Day” reuniu engenheiros e designers de todas as empresas do grupo Volkswagen, como Audi, Seat, Skoda e Bentley. Designers e engenheiros da Volkswagen brasileira também participaram do evento.


Saint-Gobain Sekurit amplia linha de pára-brisas para 2 milhões/ano

A Saint-Gobain Sekurit inicia 2004 com uma nova linha de produção de pára-brisas para a indústria automobilística, com capacidade anual correspondente a 400.000 unidades. Com essa nova linha, a quarta que possui na fábrica de Mauá (SP), a empresa eleva a sua capacidade total para 2 milhões de pára-brisas.

O diretor geral, Renato Holzheim, informou que a ampliação está dentro do programa de expansão da empresa no País, para acompanhar a evolução prevista para a indústria automobilística em toda a região do Mercosul. Segundo explicou, faz parte dos investimentos correspondentes a U$ 5 milhões, que completaram um ciclo de dez anos, período em que as inversões da empresa totalizaram US$ 100 milhões.

Renato Holzheim explicou que com a ampliação da linha de pára-brisas, a Saint-Gobain Sekurit atingiu a capacidade de 2 milhões de “car sets” (conjunto formado por pára-brisa, vidros laterais e vigia traseiro), volume que considera suficiente para atender às previsões de crescimento do setor e, também, para os mercados de exportação e de reposição.

“Pretendemos ampliar as exportações, que hoje representam 20% da nossa produção. Mas também vamos intensificar nossa missão de atendimento ao mercado de reposição, que consideramos igualmente estratégico”, explicou Holzheim.  Atualmente, os principais mercados de exportação da Saint-Gobain Sekurit são os  países da Europa, os Estados Unidos e a China, que acaba de certificar os produtos brasileiros.

A Saint-Gobain Sekurit é um dos maiores fabricantes mundiais de vidros, especialmente para a indústria automobilística. Segundo Renato Hozheim, a empresa possui no Brasil todas as tecnologias da matriz, na França, em condições de fornecer os mais avançados tipos de vidros, como pára-brisas com sensor de chuva, laterais laminadas,  vidros “acqua control” (que dispersam as gotas de chuva), teto panorâmico e outras tecnologias ainda não adotadas por fabricantes de veículos da região.


Em cada 100 veículos, três possuem pára-brisa danificado

Cerca de três por cento dos veículos que circulam no País possuem pára-brisa trincado ou com algum problema, o que compromete a visão do motorista e representa riscos à segurança. Em relação à frota circulante, calculada em 22 milhões de unidades, esse percentual corresponde a uma frota superior a 600 mil veículos com algum dano no pára-brisa.

 A informação é de Renato Holzheim, diretor-geral da Saint-Gobain Sekurit, um dos principais fabricantes de vidros automotivos do País, que realizou levantamento junto a distribuidoras autorizadas da empresa. O executivo salienta a necessidade de urgente reparação e informa que o mercado de reposição atingiu um elevado nível de qualidade e que existem empresas especializadas nesse tipo de serviço. “Além disso, existe seguro de veículo com a cobertura de vidros incluída no contrato, aspecto desconhecido por grande parte dos proprietários”, adverte o executivo.

 “É preciso estar consciente de que, além de evitar a entrada de chuva e de vento no interior do veículo, o pára-brisa exerce outras funções, como proteção em capotamento, por fazer parte da estrutura do veículo, e complementar com o airbag e com os cintos de segurança a missão de evitar ferimentos nos ocupantes em caso de impactos”, salienta Holzheim. “Se apresentar algum dano, o pára-brisa tem a sua função comprometida, o que representa em risco para os usuários”, enfatiza.

 Renato Holzheim adverte que a substituição do pára-brisa e a sua instalação devem merecer cuidados, pela existência de produtos fora das especificações oficiais, com preços menores que os originais. Outra preocupação é a escolha da empresa instaladora, pelo fato de o pára-brisa ser colado e exigir o uso de adesivo de reconhecida qualidade e de procedimentos corretos. A instalação inadequada e a utilização de produtos sem os padrões oficiais podem resultar em falhas na fixação, o que provoca ruídos, infiltração de água e quebra. “O pára-brisa mal instalado pode se soltar e, na ocorrência de um impacto frontal, perder a função de conter o motorista e os passageiros no interior do automóvel”, finaliza o executivo.

 


Laterais laminados

Vidros laterais laminados proporcionam proteção contra a ejeção para fora do veículo em caso de acidente. Reduzem o risco de roubo ou assalto pela dificuldade de rompimento, e ampliam o nível de conforto térmico e acústico, além de oferecerem proteção contra a radiação ultravioleta. São compostos por duas lâminas de vidro semi-temperado com uma camada intermediária de PVB e, ainda, com a opção de filmes refletivo ou acústico.


Aquacontrol

Alguns automóveis como o BMW Z8, Mazda J14 e Sangyoung Chairman já possuem a tecnologia de vidros laterais do tipo Aquacontrol, com uma camada que impede o acúmulo de água, permitindo melhor visibilidade. A durabilidade do Aquacontrol é de um ano para o pára-brisa e de 3 anos para os demais.